• Black Facebook Icon

© 2019 por Oficina para PRÓ-GESTOR

Conheça as novas regras do cheque especial

Atualizado: 26 de Mai de 2018

Aprende a prevenir-se contra as altas taxas e o "suicídio financeiro"

A pedido do Banco Central, a FEBRABAN – Federação Brasileira dos Bancos, criou novas regras para o cheque especial, que passarão a ser aplicadas a partir de 01 de julho deste ano.

Sabe-se que os juros no Brasil são uns dos maiores do mundo e, especialmente, os do cheque especial, chegam a alcançar 324% ao ano. Também se sabe, que os juros remuneratórios do capital captado pelos bancos, ou melhor, aqueles que lhe são entregues nos depósitos de poupança e aplicações financeiras, por exemplo, rentabilizam em média quase sempre aquém dos 10%. Isso mostra uma disparidade inaceitável, e que faz entender a prática pelos bancos de uma “usura legalizada”, e que, sobretudo, deixa evidente sua ilimitada ganância.


O uso do limite do cheque especial, é o caminho mais rápido e, até mesmo, o mais comum para se chegar ao endividamento, tanto para a pessoa física como para a jurídica. É o que se pode chamar de suicídio financeiro induzido, visto que, os bancos ao facilitar a disponibilidade desta linha de crédito, ainda que com altas taxas, quase sempre é usado no “desespero” da necessidade inadiável de pagar compromissos, cuja inadiável solvência é condição “sine qua non” para a preservação da mantença básica da vida doméstica, ou para que atividades empresarias essenciais não se paralisem.

Com as novas regras, os bancos passarão a chamar seus clientes que utilizem mais de 15% do limite de crédito disponível do cheque especial por mais de 30 dias seguidos, para ofertar-lhes outras linhas de crédito com taxas menores para aprovisionar o saldo devedor do cheque especial. Estas novas taxas serão livres, e cada banco poderá adotar aquela que melhor lhe convier.

É preciso notar que esta iniciativa também busca atender uma conveniência em causa própria, vez que é de interesse dos bancos diminuir a inadimplência e evitar que as altas taxas do cheque especial sejam discutidas judicialmente.

Portanto, a partir da aplicação destas novas regras, será o momento favorável - para todo aquele que tem saúde financeira abalada, notadamente, o uso do limite de cheque especial -, para buscar linhas com taxas minimamente aceitáveis e condizentes com a capacidade de pagamento.

A PONTUAL MIX, pode servir como interface neste momento, podendo agir na condição de preposto do interessado, negociando as melhores taxas e condições de amortização, com a vantagem de estar imune ao quase natural constrangimento que se ressente todo aquele que está na condição de devedor, condição esta, que favorece a uma postura subserviente e de pouca liberdade de escolha.

Consulte-nos.



26 visualizações